Ribeirão Claro

Professores discordam do NRE e fazem abaixo-assinado contra Eliana Cortez

Documento reuniu 85 assinaturas, contra decisão da eleição para diretora do Colégio Rocha Chueiri, em favor de Heleni Rodrigues

Professores pedem pela manutenção da diretora frente ao estabelecimento de ensino cívico-militar a partir de 2021
CRÉDITO: SEED

Da Redação


Professores e comunidade escolar do Colégio Estadual Dr. João da Rocha Chueiri, protocolaram nesta semana um abaixo-assinado, contra a posse de Eliana Cortez, escolhida pelo Núcleo Regional de Educação (NRE) em Jacarezinho, e Secretaria Estadual de Educação (SEED), como diretora do colégio cívico-militar a partir de 2021. O resultado da eleição foi anunciado na segunda-feira, 07.

O documento, que angariou 85 assinaturas, é a favor da manutenção da atual diretora Heleni Vita Rocha Rodrigues, que já ocupa o cargo há 16 anos. Considerando assim, mais habilitada para assumir o cargo, visto que sabe das necessidades e realidade do estabelecimento de ensino. Em sua defesa, Heleni também entrou com recurso sobre a decisão do NRE/SEED e aguarda resultado nos próximos dias.

Eliana Cortez, é presidente na Câmara dos Vereadores e professora de educação física na referida escola, mas nunca participou da diretoria. Foi candidata a vice-governadora ao lado de João Arruda nas eleições de 2018 e foi candidata a vice-prefeita ao lado de Mário Pereira neste pleito que coincidentemente é marido da chefe do NRE, de Jacarezinho, Ana Maria Molini – que abrange Ribeirão Claro e outras 11 cidades.

Segundo os denunciantes, o prazo limite para as inscrições para a direção da escola, era 15 de novembro (dia das eleições), onde até então, o nome de Eliana Cortez não aparecia entre os inscritos. Mas estranhamente, passado o domingo de eleição, e como Mário Pereira e Eliana Cortez perderam nas urnas, o prazo para inscrição ao cargo de diretora foi prorrogado até dia 19 de novembro, período onde foi registrado sua inscrição.

Para os professores, a escolha da diretora pedagógica está sendo feito de forma injusta, porque pelos critérios de avaliação, que deveriam ser levados em conta, tais como: plano de ação, vídeo respondendo perguntas e entrevista presencial, é notório que Heleni Rodrigues tem mais experiência e capacitação para o cargo em virtude de quase duas décadas na função. “Se tivessem seguidos todos os critérios à risca, com certeza a Heleni teria sido escolhida, porque ela sim, sabe tudo sobre a escola. Estamos revoltados com a decisão. 90% dos professores são contra a mudança na diretoria”, disse uma das professoras que preferiu manter sua identidade preservada por receio de retaliação.  

O OUTRO LADO

Por ofício, a chefe do NRE respondeu ao abaixo-assinado protocolado. “Gostaria muito de poder responder positivamente ao seu abaixo-assinado, uma vez que a lidima aspiração da sociedade. Todavia, os preceitos educacionais não podem se pautar somente nisso. Precisam ser observados os ditames do edital e também as análises efetuadas por uma comissão séria, transparente e que visa exclusivamente ao desenvolvimento educacional do nosso estado, da nossa região e de cada estudante do nosso Município. A professora indicada até poderá ser a escolhida, desde que se enquadre nos parâmetros estabelecidos pelo edital”, disse em ofício Ana Maria Molini.

Deixe um Comentário