Jacarezinho

Após críticas, prefeitura garante prorrogação de contrato de terceirizados

Município tem contratos que expiram em 31 de dezembro e não prorrogação poderia causar sérios transtornos à população

  Da Redação  

Atuais contratos de prestação de serviços serão prorrogados até o fim de fevereiro

Após muitas críticas e pressão por parte de vereadores e da própria população, a atual administração municipal de Jacarezinho garantiu a prorrogação dos contratos de serviços terceirizados, que expiram dia 31 de dezembro deste ano, e devem ser estendidos até 26 de fevereiro de 2021.

 A garantia da ampliação por quase dois meses destes contratos aconteceu na reunião da equipe de transição realizada na tarde de terça-feira (08) e veio do atual secretário municipal de Administração de Jacarezinho, Glaucio Cícero.

O anúncio traz alívio para a futura gestão e para a população, que temia ficar sem serviços essenciais em janeiro em caso de não prorrogação dos contratos. 

Isso porque, em caso de término dos vínculos em 31 de dezembro, em janeiro o município precisaria fazer novos processos licitatórios para a contratação de serviços que são essenciais – como limpeza pública, por exemplo. Entretanto, uma licitação chega a demorar quatro meses entre o início do procedimento e a prestação do serviço de forma efetiva.

 Ainda que a prefeitura fizesse contratações em caráter emergencial, muitos dos serviços poderiam ser seriamente comprometidos por semanas, o que geraria transtornos a toda a população de Jacarezinho.

 Na sessão de segunda-feira da câmara de vereadores, foram muitas as críticas direcionadas ao atual prefeito de Jacarezinho, Sérgio Eduardo de Farias, o Dr. Sérgio (DEM), que estaria fazendo “pirraça” ao se recusar a ampliar os contratos apenas para atrapalhar a futura administração. 

A título de contextualização, Dr. Sérgio apoiou publicamente o candidato a prefeito Luiz Antônio Setti (PSL), dono de vexatórios 251 votos, o equivalente a 1,16%, sendo esta a pior votação nas eleições majoritária entre os 25 municípios que compõe a Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro). 

O vencedor do pleito foi Marcelo Palhares (PSD), alvo de diversos ataques tanto de Dr. Sérgio e principalmente de Setti durante a campanha eleitoral. O empresário, que disputou sua primeira eleição, conseguiu 10,3 mil votos, que representam 50% dos votos válidos. 

Recentemente Palhares afirmou que acreditava que o bom senso prevaleceria e que não acreditava que a atual administração deixaria os contratos se encerrarem. “Depois da eleição não existe mais rivalidade. A campanha eleitoral já ficou no passado e temos uma equipe de transição, assim como a prefeitura, que está empenhada para sanar essas questões e eu acredito que o interesse público está acima de qualquer outra questão”, disse.

 Com a prorrogação dos atuais contratos até o último dia útil de fevereiro, a gestão que se inicia em 1º de janeiro terá tempo para avaliar a ampliação destes vínculos ou a realização de novas licitações, sem que a população seja afetada.  

Leave a Comment