PM prende autores de roubo em sítio de Jundiaí do Sul

No assalto, uma das vítimas, homem de 60 anos, foi alvejado com um tiro na cabeça

Imprensa PMPR


Policiais Militares realizaram a prisão, na sexta-feira (05), de dois acusados de um assalto ocorrido no dia 29 de novembro, numa propriedade rural de Jundiaí do Sul, quando, além de levarem objetos da residência, causaram ferimento com arma de fogo contra um homem de 60 anos, residente no sítio.

Um dos suspeitos é um menor, de15 anos, apreendido em Ribeirão do Pinhal e o autor do disparo, um rapaz de 24 anos, preso em Cambará. Posteriormente os PMs foram informados que o jovem é evadido da cadeira desta mesma cidade, onde estava preso por tráfico de drogas.
Durante a operação foi apreendida a arma utilizada no crime e recuperados dois celulares e o veículo VW/Saveiro, obtidos no assalto.

A operação

Por volta das 7h30, de último domingo (29/11) dois rapazes, armados, invadiram uma residência, localizada num sítio, na Estrada do Maroto, em Jundiaí do Sul, amarraram os moradores, uma mulher (77 anos) e seu filho (60 anos), roubaram um celular, objetos e dois veículos: uma Saveiro e um GM/Corsa.

Antes fugirem, um dos marginais atirou contra a cabeça do senhor de 60 anos, o qual foi socorrido sendo encaminhado em estado gravíssimo para Hospital em Londrina, onde ainda corre sério risco de morte.
Durante a fuga, eles ainda roubaram um terceiro veículo que trafegava na estrada, mas acabaram abandonando este carro e também o GM/Corsa, os quais foram recuperados pelos policiais militares, no mesmo dia do roubo.

Sobre as prisões

Na manhã de sexta-feira (04), por volta das 09h20, em diligências sobre denúncia de que uma mulher estava postando fotos nas redes sociais de um celular que poderia ser produto do roubo no sítio, os policiais militares localizaram a suspeita, em frente a sua casa, localizada na Vila Carvalho, Ribeirão do Pinhal.

Ela apresentou o celular e afirmou ter comprado o aparelho de outra mulher, moradora na mesma cidade, pelo valor de R$500,00. Localizada esta segunda mulher, ela informou que era seu filho, menor, 15 anos, quem estava vendendo aquele aparelho e ela apenas havia intermediado a negociação.

Confirmado que realmente o aparelho pertencia a vítima do assalto do sítio, o menor foi localizado e abordado e acabou confirmando sua participação no crime, dando, inclusive, a identidade de seu comparsa, informando que ele morava em Cambará, relatando com riqueza de detalhes de como foi o roubo.

Afirmou também que o sítio foi indicado para assalto por uma determinada mulher, a qual disse que havia dinheiro naquele local e que esta suspeita juntamente com um homem, deram suporte os criminosos no dia do crime.

Informou também que foi o seu comparsa quem disparou contra a cabeça do senhor de 60 anos e que o tiro ocorreu durante a pressão que fazia para o que senhor contasse onde estava um suposto dinheiro.
Com base no relato do menor, por volta das 17h50, (04), os policiais militares localizaram o suspeito do disparo, que estava numa residência, localizada, na Rua Mechiades Pereira Lima, Bairro Ignez Panichi, na cidade Cambará.

Ele tentou se evadir pulando os muros, mas foi detido dentro da casa vizinha. Em buscas pela sua casa foi encontrado mais um celular das vítimas, munições e um revólver, calibre 38, o qual ele afirmou ser a arma que utilizou no assalto ao sítio.

Também indicou onde estava a Saveiro roubada, a qual foi localizada e apreendida pelos policiais militares. Afirmou, ainda, que realmente era ele o autor do disparo contra a vítima.

Ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado para Delegacia de Cambará, bem como o menor apreendido e entregue na Delegacia de Ribeirão do Pinhal.