Santo Antônio da Platina

Zona Azul volta a funcionar em Santo Antônio nos próximos dias

Estacionamento rotativo cobrará R$ 2 por hora de utilização do estacionamento

O funcionamento da Zona Azul será de segunda a sexta-feira das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 12h
CRÉDITO: Antônio de Picolli

Da Redação


A partir da próxima semana começa a vigorar na região central de Santo Antônio da Platina o estacionamento rotativo (Zona Azul). A finalidade é regulamentar e cobrar por vagas de estacionamentos, localizadas nas vias públicas, visando maior rotatividade. Nesta semana, foi realizada uma panfletagem de orientação aos usuários.

O valor mínimo de utilização será de R$ 2, o equivalente a uma hora de estacionamento (podendo parar em mais de um lugar dentro do período pago). O horário de funcionamento da Zona Azul será de segunda a sexta-feira das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 12h.

Aplicativo “Pare Fácil” está disponível nas versões Android e IOS
CRÉDITO: Reprodução

De acordo com o diretor do Departamento Municipal de Trânsito, Bruno Chagas, a implantação desta Zona Azul é pautada na legislação de trânsito, visto que Santo Antônio da Platina está municipalizado há mais de um ano. Com isso, foi contratada uma empresa terceirizada, com mão de obra local para colocar em prática o estacionamento rotativo.

O diretor destaca que a medida foi necessária visto que a população diariamente tinha dificuldades em encontrar vagas na região central. “Na primeira semana, apesar de estar em vigor a cobrança, também será a semana das orientações, para que os usuários possam tirar dúvidas com os orientadores. Inclusive eles poderão auxiliar quem tiver dificuldade em usar o aplicativo”, detalhou.

DEFICIENTES E IDOSOS – Estes veículos também deverão fazer pagamento para uso de vagas especiais reservados a elas com tempo máximo de três horas.

MOTOCICLETAS – Estarão isentas de cobrança desde que utilizem o espaço reservado a elas (demarcados pela sinalização vertical e horizontal) pelo período máximo de três horas. Após este período, estarão sujeitas a penalidades.

CARGA E DESCARGA – Terão isenção de tarifa quando respeitado o limite de 30 minutos para realizar os trabalhos. Ultrapassando esse limite de isenção, será necessário o pagamento equivalente ao período.

TEMPO MÁXIMO – O tempo máximo de permanência de um veículo na vaga para garantir a eficiência do estacionamento rotativo.

COMPRA DE CRÉDITOS – A compra de créditos poderá ser realizada de quatro formas diferentes: através do aplicativo “Pare Fácil”, através do parquímetro, no comércio credenciado ou pelos orientadores. “Todas as quadras terão um comércio credenciado, para facilitar a compra dos créditos”, esclarece.

APLICATIVO – O aplicativo “Pare Fácil” está disponível nas versões Android e IOS. Basta escolher a cidade e efetuar o cadastro. Lembrando que o valor mínimo de compra no aplicativo é de R$ 20. “A pessoa que optar pelo uso da plataforma, não precisará falar com o orientador. Basta fazer a recarga e estacionar”, explica.

FISCALIZAÇÃO – A fiscalização será realizada pelo sistema eletrônico, onde será informada a placa do veículo a ser consultado. Caso o veículo esteja estacionado de forma irregular, ele receberá uma “tarifa de pós uso” no valor de R$ 20, que poderá ser paga pelo aplicativo, aos orientadores ou no escritório do “Pare Fácil” no prazo de até cinco dias.

Caso não seja efetuado o pagamento, ocorrerá a inclusão do CPF do proprietário do veículo nos órgãos de proteção ao crédito (SPC/Serasa). Além disso, o proprietário do veículo estará sujeito às penalidades previstas no Art.181 do Código de Trânsito Brasileiro, que corresponde a multa de trânsito no valor de R$ 195,23 e perda de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), por estacionar em desacordo com as normas do estacionamento vigente.

Leave a Comment