Luto

Bombeiros encontram corpos de criança e pescador afogados no Rio Paranapanema

Outra criança e o tio delas já tinham sido localizados; mortes aconteceram na sexta-feira

Quatro pessoas morreram afogadas no Rio Paranapanema na sexta-feira
CRÉDITO: Reprodução TV TEM

Da Redação


O Corpo de Bombeiros encontrou os corpos de uma criança de cinco anos e de um pescador de 43 anos durante buscas na manhã desta segunda-feira (30), no Rio Paranapanema. Além deles, os corpos de uma criança de 12 anos e do tio delas já haviam sido localizados anteriormente. Todos morreram afogados na tarde de sexta-feira (27).

A tragédia aconteceu no Rio Paranapanema na altura da Ponte Pênsil Alves de Lima, na divisa de Estado entre Paraná e São Paulo, municípios de Ribeirão Claro e Chavantes. O irmão menor teria entrado na água e acabou se afogando. Na sequencia o irmão mais velho tentou fazer o resgate, mas igualmente se afagou.

O tio, ao ver os sobrinhos se debatendo na água, também tentou fazer o socorro, mas foi mais um a se afogar. O pescador entrou no rio para tentar resgatar as crianças e o adulto que se afogavam, mas não conseguiu sobreviver e foi a quarta vítima.

Segundo testemunhas, a correnteza era forte no momento dos afogamentos e pode ser a principal causa das mortes. A tia das crianças também estava no local e entrou no rio, porém foi salva por outro pescador antes que fosse igualmente arrastada pela força da água.

Segundo os bombeiros, os corpos de Gabriel Pedroso da Silva, de cinco anos, e Luciano Soares, de 43 anos, foram encontrados cerca de 6 km de distância de onde ocorreu o afogamento. Os bombeiros contaram com o auxílio de uma equipe da usina de Chavantes para localizar as vítimas.

Gabriel e seu irmão, Rafael, eram moradores do município de Mauá (SP) e visitavam familiares na região. O tio, Marcos Gilson Rodrigues, de 45 anos, era morador de Ourinhos (SP).

Deixe um Comentário