Santo Antônio da Platina

Desrespeito ao horário de encerramento de feira livre causa reclamações na cidade

Evento de sábado deve terminar às 12 horas, mas barracas de lanches e bebidas hoje permaneciam em funcionamento após às 15 horas

A redação da Tribuna do Vale recebeu na tarde deste sábado (28), várias imagens de leitores reclamando que a Avenida Oliveira Mota, a principal da cidade, permanecia fechada ao trânsito até às 15 horas por causa de algumas barracas de comerciantes de alimentos e bebidas que ainda permaneciam no local.

A determinação da prefeitura é que a feira livre, que acontece na noite de terça-feira e parte da manhã de sábado, encerre as atividades ao meio dia. Como a desmontagem de barracas e preparação para o transporte dos materiais e mercadorias demanda algum tempo, há um limite de tolerância até às 13 horas, mas alguns comerciantes de alimentos e bebidas ignoram a regulamentação.

Uma imagem enviada por um internauta, às 15 horas, mostrava uma última barraca ainda em funcionamento, embora com público reduzido. A revolta é que não há fiscalização para coibir esses abusos. Pior para quem trafega pela avenida e é surpreendido com cones impedindo a passagem. Com a palavra o setor de fiscalização da prefeitura.

Deixe um Comentário