Wenceslau Braz

Família enfim sepulta corpo de jovem morto em acidente

Vítima foi carbonizada e liberação do corpo pelo IML aconteceu apenas depois de alvará judicial

 Da Redação


 A família de Bruno Pertlak enfim pode sepultar o corpo do jovem de 20 anos, na tarde desta quinta-feira (26), morto em um acidente automobilístico em Wenceslau Braz na noite do último dia 14.

Foram 12 longos e angustiantes dias de espera para poder se despedir de Bruno, que foi carbonizado no acidente e só pode ser sepultado após um alvará judicial expedido pela justiça da comarca de Wenceslau Braz determinando a liberação do corpo. Isso porque com a carbonização, o IML (Instituto Médico Legal) de Jacarezinho alega que não teve condições de um reconhecimento objetivo do corpo, já que a arcada dentária foi comprometida, assim como as digitais. Desta forma a prova genética, através de um exame de DNA, seria a única forma legal de reconhecer a identidade da vítima.

A família, porém, contra argumentava que Bruno era o único ocupante do carro que pertencia a seu pai, que seus documentos estavam no veículo e teria feito o reconhecimento por parte das roupas usadas pela vítima. De qualquer maneira o IML só fez a liberação do corpo após a ordem judicial, expedida no fim da tarde de quarta-feira. “Agora parece que estamos pelo menos um pouco mais conformados”, disse um dos tios do jovem que tinha relatado o drama à Tribuna do Vale. O sepultamento aconteceu as 17h de quinta-feira no cemitério municipal de Wenceslau Braz, na presença de familiares e sem aglomerações, devido as medidas de restrição em virtude da pandemia. 

ACIDENTE

Bruno Pertlak perdeu a vida em um grave acidente autombolístico na noite do último dia 14, na PR-092, no trecho entre Wenceslau Braz e Siqueira Campos. O carro que dirigia, um Escort, foi atingido por um veículo que trafegava no sentido oposto e pegou fogo. O segundo motorista envolvido no acidente segue internado em estado grave. Não houve outras pessoas feridas.

Leave a Comment