Eleições

Seis prefeitos eleitos em 2016 não se reelegem para novo mandato

Por outro lado 11 gestores tiveram o aval da população para seguir no cargo e conseguiram a reeleição

Dartgnan Fraiz volta à prefeitura a partir de 2021 depois de derrotar quatro adversários nas urnas
CRÉDITO: ARQUIVO

JACAREZINHO – Da Redação


Seis dos prefeitos eleitos em 2016 entre os municípios que compõe a Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro) não seguirão no cargo para o próximo mandato. Enquanto cinco deles foram derrotados nas urnas, um não tentou a reeleição. 

Em Barra do Jacaré o atual prefeito Berano (PSD) foi derrotado pelo ex-prefeito Edão (DEM), eleito para o terceiro mandato – também ocupou a chefia do Poder Executivo de 2009 a 2016.

Em Pinhalão Sérgio Rodrigues (PSD) venceu Dionísio (DEM) por apenas seis votos em 2016. Agora, porém, o cenário se inverteu e o atual gestor foi superado pelo adversário, não conseguindo o segundo mandato consecutivo.

Ribeirão Claro teve uma disputa interessante com o atual prefeito Mario Pereira (PSC) enfrentando o atual vice prefeito, Bonato (PSB), que se uniu ao grupo de oposição e impediu a reeleição de Mário ao conquistar uma vitória folgada nas urnas.

Em Ribeirão do Pinhal o atual prefeito Wagner Martins (PSD) bem que tentou a reeleição, mas ficou apenas na terceira colocação em uma disputa vencida pelo ex prefeito Dartgnan (DEM), mandatos de 2009 a 2016.

Em Wenceslau Braz mais um ex prefeito que vence o atual gestor. Paulo Leonar (PP) foi eleito em 2016, mas acabou agora derrotado por Taidinho, que já havia vencido as eleições de 2008 e 2012.

Fecha a lista Joás Michetti (PDT), atual prefeito de Santana do Itararé que sequer tentou a reeleição. Desta forma o município teve candidatura única do ex prefeito José Izac (PT), eleito para a terceira gestão após ser chefe do Executivo de 2009 a 2016.

REELEITOS

Se os prefeitos já citados não conseguiram aproveitar a “máquina na mão”, outros 11 gestores eleitos em 2016 conseguiram a vitória nas urnas para o segundo mandato. 

Estão reeleitos: Garcia do Posto (PDT) em Abatiá, Ione Abib (PSD) em Andirá, Neto Haggi (MDB) em Cambará, Hiroshi Kubo (PSD) em Carlópolis, Alex (PSD) em Conselheiro Mairinck, Dr. Antonely (Republicanos) em Ibaiti, Éclair Rauen (DEM) em Jundiaí do Sul, Adelita Parmezan (PTB) em Quatiguá, Paulinho (PSD) em Salto do Itararé, Professor Zezão (Podemos) em Santo Antônio da Platina e Flávio Zanrosso (MDB) em Tomazina. 

Neste cenário dos reeleitos chamam a atenção algumas situações. Hiroshi Kubo foi o candidato vencedor com o maior índice de votos em toda região, 75% da preferência do eleitorado de Carlópolis. Já Professor Zezão conseguiu a eleição com o menor percentual: 30% dos votos válidos foram o suficiente para garantir ao atual gestor de Santo Antônio da Platina um segundo mandato. Por fim Flávio Zanrosso se reelegeu em Tomazina sem adversários, já que foi o único candidato que o município teve nas eleições majoritárias. 

Deixe um Comentário