Joaquim Távora

Prefeito de Joaquim Távora muda lei para manter secretária no cargo

Ministério Público havia recomendado a demissão da secretária da Saúde que não tem curso superior

Da Redação


O prefeito de Joaquim Távora, Gelson Mansur Nassar, que havia recebido recomendação do Ministério Público Estadual (MPPR) para demitir a secretaria de Saúde do Município Adalgiza Panichi, por esta não possuir diploma de curso superior como determinava a Lei Complementar Nº 019/2019, conseguiu mudar a legislação específica e, assim, manter a assessora no cargo.

Gelson teria que comparecer, juntamente com a secretária, à sede do MPPR da comarca de Joaquim Távora até dia 15 de outubro passado, para ser notificado da recomendação de exonerar Adalgiza do cargo ocupado ilegalmente.

Ocorre que o Executivo, antes de atender a exigência do MPPR, encaminhou projeto à Câmara de Vereadores, obtendo aprovação da Lei Complementar Nº 24/2020 alterando a redação do Anexo 1 da lei 019, retirando a exigência de formação superior para ocupar o cargo, passando a “ensino médio completo”.

O que alguns juristas questionam é se a secretária deve devolver os salários recebidos ilegalmente no período em que a legislação municipal exigia curso superior ou se o próprio prefeito Gelson Mansur, que realizou a nomeação irregular, deve fazê-lo.

A reportagem da Tribuna do Vale procurou o prefeito Gelson Mansur no final da tarde desta terça-feira (18), para que se manifestasse a respeito do assunto. Visivelmente irritado e agressivo, em vez de responder começou a fazer questionar o jornalista. “Quem falou que vai ter que devolver dinheiro? Fui falar com o promotor, mas não tem nada decidido”, disparou, afirmando que o advogado da prefeitura está estudando medidas judiciais contra o repórter, que durante a campanha fez questionamentos sobre uso da máquina administrativa em favor do candidato apoiado pelo gestor, Reginaldo Vilela, que venceu a eleição.

Em seguida Gelson bloqueou o contato pelo whatsapp, visivelmente descontrolado.

Deixe um Comentário