Energia

Anuário Valor 1000 destaca programa de investimentos da Copel

Subestação Copel – Curitiba, 18/02/2020 – Foto: José Fernando Ogura/AEN

Agência Estadual de Notícias


O jornal Valor Econômico divulgou nesta quinta-feira (29) o ranking das 1000 maiores empresas do Brasil em 2019, destacando a força do Paraná na Região Sul. A Copel, maior do Estado, possui o maior patrimônio líquido do Sul e o 18º do Brasil, no valor de R$ 17,6 bilhões. A estatal paranaense é, ainda, a segunda maior companhia do Sul e a 50ª maior do Brasil.

Os números são fruto de um robusto investimento. No ano passado, a Copel investiu R$ 1,9 bilhão em seus negócios. A Companhia inaugurou três novos ativos de geração de energia, adicionando 971 megawatts de capacidade instalada em seu portfólio. 

Já na área de distribuição de energia, a Copel lançou o maior programa do Brasil de renovação das redes elétricas no campo. O Paraná Trifásico já está modernizando a espinha dorsal da rede de energia rural do Estado, com investimento de R$ 2,1 bilhão até 2025.

O anuário Valor 1000 utiliza como parâmetro para o ranking a receita líquida e critérios atuais de medida contábil do desempenho, como geração de valor, pela margem Ebitda e a gestão do endividamento. Os dados que compõem o ranking das empresas são apurados preferencialmente a partir dos balanços consolidados para refletir o alinhamento das empresas às normas contábeis internacionais.

INVESTIMENTOS EM 2020 – Apesar da crise causada pela pandemia do novo coronavírus, a Copel manteve uma linha sólida de investimentos na sua rede de energia. Ao todo, estão sendo aplicados R$ 1,8 bilhão nos negócios, sendo mais da metade voltado para ampliação e reforço do sistema de distribuição de energia no Paraná.

Este ano, a Copel lançou o programa Rede Elétrica Inteligente, que vai implantar no Paraná a partir de janeiro de 2021 a rede de distribuição de energia mais moderna do Brasil. Esta tecnologia, que automatiza o sistema, vai reduzir o tempo de desligamento provocado por intempéries e demais fatores externos e possibilitar o controle do consumo pelo cliente em tempo real, dentre outros benefícios.

Na primeira etapa do programa, prevista para ser concluída em 2022, serão investidos R$ 820 milhões nas regiões Leste, Centro-Sul, Sudoeste e Oeste do Paraná, em 151 cidades. A primeira etapa contempla 73 municípios. O programa Rede Elétrica Inteligente chegará a todo o Paraná nos próximos anos.

Deixe um Comentário