Eleições Wenceslau Braz

Ausência de Taidinho em debate decepciona

Proibido de deixar a cidade sem comunicar a justiça em virtude de um processo, candidato fugiu de confronto com concorrentes

Créditos: Antônio de Picolli

Da Redação


Uma parte dos eleitores de Atahyde Ferreira dos Santos Júnior, o Taidinho (PSD), candidato a prefeito de Wenceslau Braz, mostrou descontentamento com a postura do político, que não participou de um debate entre os concorrentes à prefeitura de Wenceslau Braz, realizado na semana passada. 

Idealizado pelo locutor da Rádio Cana Verde FM, Claret Coutinho, o debate teve a participação de todos os outros candidatos a prefeito de Wenceslau Braz. A ausência de Taidinho foi duramente criticada pelos adversários e, posteriormente, por alguns dos próprios aliados, que entenderam como uma “fuga” a não presença do político. 

Paulo Leonar (PP), Paulo Henrique Lima, o Rick (Podemos), Marcelo Fayad (PSL) e Omar Andraus (PTB) marcaram presença e puderam discutir e expor suas ideias referentes a diferentes questões envolvendo a administração pública e o que pensam sobre o futuro do município. 

Já Taidinho se limitou a fazer uma postagem em seu perfil nas redes sociais dizendo que não participaria do que classificou como um “combate” e não um debate, onde todos os participantes se elogiaram e o atacaram. 

“Como de costume, não entro neste jogo sujo. Vamos mostrar nossos projetos, com eficiência e sem baixaria”, diz ainda a publicação, mas sem explicar, exatamente, qual é a forma de mostrar os projetos com eficiência, uma vez que as informações prévias dão conta que o candidato do PSD não deve participar do próximo debate. 

Vale lembrar que na história recente de Wenceslau Braz esta foi a primeira vez que um candidato a prefeito não participou de um debate. Nas eleições passadas os quatro concorrentes à prefeitura marcaram presença nos dois eventos promovidos para confrontar ideias e projetos. 

MOTIVOS
Um dos motivos que pode ter levado Taidinho à desistência do debate são os problemas judiciais que o ex-prefeito de Wenceslau Braz (gestões 2009/2012 e 2013/2016) enfrenta por questões envolvendo denúncias sobre seus mandatos como gestor e a participação no escândalo da Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro), onde foi presidente por um mandato. 

Entre outras situações embaraçosas para um homem público, Taidinho está proibido de se ausentar do município por mais de oito dias sem comunicar a Justiça. A medida é resultado de uma condenação judicial que o político tem justamente pela participação no escândalo da Amunorpi, que puniu ex-dirigentes e funcionários da entidade por gastos irregulares, e que entrou em v igor no último dia 21. 

A restrição, porém, poderia ser bem pior. Isso porque o Ministério Público pediu a prisão de todos os envolvidos, porém a justiça amenizou a pena. Além disso, Taidinho e os demais condenados tiveram bens bloqueados. 

Deixe um Comentário