Educação

Oito municípios da região terão colégios cívico-militares

Cambará, Carlópolis, Ibaiti, Jacarezinho, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Santo Antônio da Platina e Siqueira Campos serão beneficiados pelo programa



O governador Ratinho Junior e o deputado estadual Luiz Romanelli no lançamento do programa de colégios cívico-militares
CRÉDITO: AEN

Curitiba – Da Redação


O programa de implantação de colégios cívico-militares beneficiará escolas de oito municípios da região. A iniciativa, do governo do Paraná, teve o anúncio ontem (25), quando o governador Ratinho Júnior (PSD) deu mais detalhes sobre a implementação do projeto.

Entre os municípios que compõe a Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro) o programa será implantado em Cambará, Carlópolis, Ibaiti, Jacarezinho, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Santo Antônio da Platina e Siqueira Campos.

No total serão 11 escolas nestes municípios com um total de 6.205 matrículas disponíveis, de acordo com o detalhamento no gráfico abaixo.

As unidades do programa de escolas cívico-militares foram selecionadas em municípios dos 32 Núcleos Regionais de Educação (NREs) com mais de dez mil habitantes e que tenham ao menos duas escolas estaduais na área urbana, além das seguintes características: alto índice de vulnerabilidade social, baixos índices de fluxo e rendimento escolar e que não ofertem ensino noturno. Esses critérios foram delimitados na lei estadual para que pais e mães possam escolher o modelo educacional que deseja para o filho.

COMO FUNCIONA

O programa será implementado em 215 colégios estaduais de 117 municípios de todas as regiões do Estado a partir de 2021. O investimento direcionado a aproximadamente 129 mil alunos será de cerca de R$ 80 milhões.

A nova modalidade de ensino funcionará com gestão compartilhada entre militares e civis em escolas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e no Ensino Médio. As aulas continuarão sendo ministradas por professores da rede estadual, enquanto os militares serão responsáveis pela infraestrutura, patrimônio, finanças, segurança, disciplina e atividades cívico-militares. Haverá um diretor-geral e um diretor-auxiliar civis, além de um diretor cívico-militar e de dois a quatro monitores militares, conforme o tamanho da escola.

Haverá uma consulta à comunidade escolar a partir desta terça-feira (27) para oficializar a indicação. Um dos diferenciais é o aumento da carga horária curricular, com aulas extras de português, matemática e valores éticos e constitucionais. A lei foi aprovada neste ano pela Assembleia Legislativa do Estado, mas o programa está sendo planejado desde o ano passado.

“Esse programa será transformador para o Paraná. Para entregar a melhor educação do Brasil precisamos ampliar os projetos e trazer novas ideias”, avalia Ratinho Junior. O governador destaca que a média das escolas cívico-militares no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é 20% maior do que na educação tradicional. “Esse é um modelo vencedor. Se é vencedor, queremos ofertar essa modalidade. A implantação será feita de forma democrática”.

CONSULTAS

As consultas públicas acontecerão nas escolas indicadas para o programa nesta terça-feira (27) e na quarta-feira (28), das 8 horas às 20 horas. A consulta será em formato de referendo, cabendo à população dizer sim ou não ao modelo na escola em questão.

Fazem parte da comunidade escolar professores, funcionários e pais de alunos matriculados na instituição. Caso o estudante seja maior de idade (18 anos), o próprio participa da consulta.

Para ter validade, mais de 50% das pessoas aptas devem participar da consulta. Se uma comunidade escolar for formada por 500 pessoas, é necessário um quórum de pelos menos 251 pessoas. Para migrar ao modelo cívico-militar basta a aceitação de maioria simples dos votantes da escola, ou seja, 50% e mais um voto do total. O resultado de todas as consultas deve sair até quinta-feira (29).

Confira a lista de colégios e vagas de matrículas que devem fazer parte do projeto:

MUNICÍPIO COLÉGIO Nº DE MATRÍCULAS
Cambará Angelina Vezozzo 482
Carlópolis Hercília de Paula e Silva 737
Ibaiti Julio Farah 284
Ibaiti Antônio Mello 901
Jacarezinho José Pavan 318
Jacarezinho Anésio de Almeida Leite 528
Ribeirão Claro João da Rosa Chueiri 512
Ribeirão do Pinhal Ruth Correa 554
Santo Antônio da Platina Dona Moralina Eleutério 313
Santo Antônio da Platina Edith Prado de Oliveira 589
Siqueira Campos Professor Segismundo Antunes Neto 987

Deixe um Comentário