Acidente Ribeirão Claro

Candidato a vereador atropela casal em Ribeirão Claro

Uma das vítimas teve múltiplas fraturas e aguarda por procedimento cirúrgico


Candidato a vereador, Benedito Jober Faganelli (PSC)
CRÉDITO: Reprodução Facebook

Da Redação


O candidato a vereador, Benedito Jober Faganelli, filiado ao PSC, mais conhecido por Dito Faganelli, ex-secretário de Indústria e Comércio, de Ribeirão Claro, é acusado de atropelar o casal Fernandes Aparecido Diniz e Edilene Cortez Rosa Diniz, na noite de quinta-feira, 22, com um veículo Fiat Strada.

De acordo com uma das vítimas, o casal estava voltando do trabalho e seguia de motocicleta, na via preferencial, e o condutor Faganelli em alta velocidade, invadiu o cruzamento, vindo a colidir na traseira da moto.


Fernandes teve múltiplas fraturas e aguarda por procedimento cirúrgico no tornozelo e no pulso
CRÉDITO: Divulgação

Com o impacto, as vítimas foram arremessadas e Fernandes teve múltiplas fraturas, sendo no tornozelo, e o pulso em vários lugares. O rapaz foi encaminhado para a Santa Casa de Misericórdia de Jacarezinho, onde até o fechamento desta edição aguardava para passar por procedimento cirúrgico. A esposa teve escoriações leves.

“Não recebi nem uma ligação dele perguntando sobre meu estado de saúde ou saber se preciso de alguma coisa. Foi na minha casa atrás da minha esposa dizer que cada um arque com seus prejuízos”, lamentou Fernandes.


Veículo Fiat Strada envolvido na colisão
CRÉDITO: Divulgação

Testemunhas que estavam no local na hora do acidente suspeitam que Faganelli estava com sinais de embriaguez. “Pessoal que acompanhou o acidente diz que ele apresentava sinais de embriaguez”, diz uma das vítimas.

A Polícia Militar foi acionada, mas quando chegou ao local para registrar a ocorrência, Faganelli já havia se evadido com seu veículo.

Segundo Edilene, o candidato foi até sua casa durante a manhã. Na inocência, ela achou que ele ofereceria alguma ajuda, em virtude do estado de saúde do rapaz, mas não. “Ele veio perguntar se cada um tinha como arcar com o prejuízo, eu falei que não tinha condições porque meu marido está todo ‘estourado’ no hospital, dependendo do SUS, e eu não tenho condições”, disse.

O casal ainda não registrou Boletim de Ocorrência em virtude de Fernandes estar hospitalizado. O advogado do casal declarou que vai ajuizar ação indenizatória e criminal contra o candidato.

Nota de Esclarecimento

A Tribuna do Vale esclarece que, por erro de digitação, se equivocou ao colocar um trecho sobre Benedito Faganelli. Onde se lê “foge sem socorrer” e e outro trecho “Não prestou socorro às vítimas”.

A presente “Nota de Esclarecimento” visa corrigir o equívoco, aproveitando o ensejo para manifestar o pedido de desculpas aos nossos leitores e, em especial, à pessoa do Sr. Benedito Faganelli.

Da Redação

Deixe um Comentário