Wenceslau Braz

Taidinho é condenado e não pode se ausentar da cidade sem avisar a justiça

Ex-prefeito e atual candidato foi condenado por envolvimento no escândalo da Amumorpi e está com seus bens bloqueados

Taidinho foi condenado e está proibido de se ausentar de Wenceslau Braz
CRÉDITO: ARQUIVO

Da Redação


O ex-prefeito e candidato à prefeitura de Wenceslau Braz, Atahyde Ferreira dos Santos Júnior, o Taidinho (PSD), está proibido de se ausentar do município por mais de oito dias sem comunicar a Justiça. A medida é resultado de uma condenação judicial que o político tem pela participação no escândalo da Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro), que puniu ex-dirigentes e funcionários por gastos irregulares, e que entrou em vigor na quarta-feira (21). 

A restrição, porém, poderia ser bem pior. Isso porque o Ministério Público pediu a prisão de todos os envolvidos, porém a justiça amenizou a pena. Além disso, Taidinho e os demais condenados tiveram bens bloqueados. 

Além dessa condenação, Taidinho enfrenta outros problemas judiciais, com processos e denúncias referentes às suas gestões como prefeito de Wenceslau Braz, entre os anos de 2009 a 2016.

ESCÂNDALO

O escândalo envolvendo ex-presidentes e alguns ex-funcionários estourou após a operação Cheque em Branco, deflagrada pelo Gepatria – Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa, órgão do Ministério Público com sede em Santo Antônio da Platina, para apurar supostas irregularidades no uso de verbas da Amumorpi repassadas pelas prefeituras do Norte Pioneiro – o que foi comprovado na investigação.

De acordo com o Gepatria, a Amunorpi realizava aquisições sem licitações, custeava estadias para prefeitos em viagens, mesmo quando já tinham recebido diárias em seus municípios, permitia o pagamento de despesas particulares dos funcionários e não prestava contas aos municípios associados, dentre outras irregularidades, que somadas chegam a milhões de reais aos cofres públicos.

Piada

A condenação do ex-prefeito surge num momento crucial da campanha. Ele sempre se vangloriou não possuir processos, nem condenações. Numa recente entrevista em vídeo ao jornal Folha Extra de Wenceslau Braz, ele iniciou um trecho de sua fala dizendo não ter qualquer processo, para corrigir depois, ´´condenações´´.

Outro lado

O ex-prefeito foi procurado pela reportagem para se manifestar sobre a decisão judicial. Ele disseque não existe condenação nem em primeira instância, admitindo que responde a outros processos semelhantes com as mesmas decisões restritivas. ´´Depois de outra decisão semelhante até viajei para a Europa, sem problemas´´, minimizou.

Deixe um Comentário