Paraná

Indicador de consumo no Paraná já caiu 27,6% desde o início da pandemia

Com 84,3 pontos em julho, ICF tem redução mensal de 1,3%, mas alguns aspectos já começam a dar sinais de melhora

Da Assessoria


O índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) teve outra redução no Paraná. Com 84,3 pontos em julho, o indicador aferido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) teve o quarto mês consecutivo de queda. Na comparação com junho, houve redução de 1,3%, e na variação anual, a contração foi de 14,3%. Mas o índice que mede as condições de consumo já caiu 27,6% no Estado desde o início da pandemia, no mês de março, quando o indicador marcava 116,4 pontos.

Mesmo com a queda, o ICF paranaense está acima da média nacional, que ficou em 66,1 pontos neste mês, com variação mensal negativa de 4,0% e baixa anual de 26,4%.

Apesar do cenário pouco favorável, no Paraná houve alta mensal em três componentes do ICF: a avaliação dos paranaenses sobre o Emprego Atual melhorou 3,0% e a Perspectiva Profissional cresceu 2,0%. A Perspectiva de Consumo para os próximos meses subiu 11,7% na comparação com o mês passado. Mas essa melhora contrasta com uma queda de 56,0% em relação a julho de 2019.

ICF por faixa de renda

A pesquisa mostra o início de melhora em alguns aspectos relativos às condições de consumo por parte das famílias de menor renda. Entre estas, o ICF ficou em 85,0 pontos, praticamente o mesmo do mês passado, quando marcava 85,3 pontos. Entre os consumidores com renda familiar de até dez salários mínimos houve elevação dos indicadores Emprego Atual (3,4%), Perspectiva Profissional (3,8%) e Perspectiva de Consumo (12,5%).

Já entre as famílias de maior renda, o ICF baixou de 85,8 pontos em junho para 80,6 pontos em julho, com redução de 6,1%. Por outro lado, neste perfil de consumidores, observa-se crescimento na variação mensal dos indicadores Emprego Atual (1,3%) e Perspectiva de Consumo (3,2%).

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios