Dengue

Registros de casos de dengue diminuem no Norte Pioneiro

Em 15 dias foram registrados 164 novos casos no Norte Pioneiro, o que representa uma diminuição drástica nas estatísticas da doença

Da Redação

Pela primeira vez em 2020 o boletim epidemiológico com dados sobre a dengue na região do Norte Pioneiro não traz números expressivos se comparado com informes anteriores e a última divulgação – ocorrida há 15 dias. Neste período foram registrados 163 novos casos nos 25 municípios que compõe a Amunorpi, que somados têm até o momento 6.094 casos durante o atual ano epidemiológico, que vai de agosto de 2019 até julho de 2020.

Apesar de 163 casos não ser um número inexpressivo, é bem inferior aos registrados em datas anteriores, quando as estatísticas da dengue se multiplicavam semana a semana. Jacarezinho, por exemplo, chegou a ter mais de 300 casos confirmados em espaços de uma semana no auge da epidemia.

Entre o boletim de 2 de junho e o de ontem (16) o município que apresentou maior número de novos casos foi Cambará, com 47 registros contabilizados, em um total de 612 positivos da dengue desde agosto do ano passado.

Jacarezinho, com 40 novos registros nas duas últimas semanas e um total de 2.344 casos segue sendo o líder das estatísticas da dengue no Norte Pioneiro.

Santo Antônio da Platina registrou nos últimos 15 dias 23 testes positivos para dengue. No total o município tem 1.351 diagnósticos da doença no atual período epidemiológico.

Apenas dois municípios da região, Guapirama e São José da Boa Vista, não tiveram casos confirmados de dengue até o momento. Em contrapartida são 11 municípios em estado de epidemia: Andirá, Barra do Jacaré, Cambará, Carlópolis, Figueira, Jacarezinho, Jundiaí do Sul, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Salto do Itararé e Santo Antônio da Platina.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo