Ribeirão Claro

Vereadores denunciam diárias de Mário Pereira

Prefeito de Ribeirão Claro gastou mais de R$ 3 mil mensais com diárias em 39 meses de mandato

Da Redação

A sessão da Câmara de Vereadores de Ribeirão Claro esteve movimentada na última segunda-feira (8), com o pronunciamento do vereador Marcelo Baggio Molini, que, em sua fala no plenário, apresentou um relatório em denuncia as diárias retiradas nos últimos três anos e três meses pelo prefeito Mário Augusto Pereira, apresentando situações curiosas que chamou atenção da comunidade.

Molini esteve no início da noite desta quarta-feira (10), na redação da Tribuna do Vale acompanhando do vereador Vanderlei Luiz de Carvalho, quando apresentou um relatório relativo às diárias do prefeito compreendendo um período de 39 meses, entre 1º de janeiro de 2017 e 31 de março de 2020, em que o prefeito retirou diárias totalizando R$ 117.900,45.

Segundo Molini, a média mensal em diárias pagas ao prefeito com recursos do povo de Ribeirão Claro totalizam R$ 3.025,08, correspondendo a mais de 30% do salário líquido recebido por Mário Pereira no período.

Para Marcelo Molini, esta média poderia ter sido ainda maior não fosse a pandemia de coronavírus, que obrigou ao fechamento da maioria das repartições públicas, limitando as viagens dos ocupantes de cargos públicos.

“O que é mais doloroso é que um cidadão comum, que é obrigado a usar veículos da prefeitura para levar um parente a atendimento médico em Curitiba sujeita-se a esperar o embarque ao relento, na praça pública, viajando por seis horas até a Capital, sem dinheiro para tomar um café. Enquanto isso, o prefeito viaja numa picape de luxo, que custou R$ 160 mil, come nos e dorme nos melhores restaurantes e hotéis, com diárias pagar por esse mesmo trabalhador discriminado. Vergonhoso!”, desabafou Molini.

Situações curiosas

Ba sessão de segunda-feira Marcelo Molini apresentou situações que considera curiosas, citando como exemplo duas viagens realizadas pelo prefeito no mesmo dia (29/03/2019), sendo uma para Jacarezinho, em que pegou diária de R$ 74,75; e, outra, para Curitiba, em que retirou a importância de R$ 1.140, referente a dois dias em Curitiba. “Ele dá um pulinho em Jacarezinho e pega mais de 74 reais, isso com uma picape reluzente, devidamente abastecida e com pneus sempre novos. No mesmo dia vai para a Capital e retira mais 1.140 reais!”, complementas.

Molini apresentou uma série de documentos que entregou à reportagem para substanciar suas denúncias, mostrando situações que considera absurdas como uma viagem feita no dia 29 de maio de 2019 por Mário Pereira à Curiúva, distante 170 quilômetros de Ribeirão Claro em que o prefeito pernoitou naquela cidade. Para tanto, retirou diária de R$ 621,00.

A reportagem procurou o prefeito no início da noite ligando para seu celular e deixando recado em sua caixa postal de wattsapp, mas ele não retornou até o fechamento desta edição.                 

Deixe um Comentário