Geral

Polícia Civil conclui investigação sobre acidente que vitimou jovens e criança na BR-153

Delegado concluiu que motorista da carreta provocou a tragédia e deve responder por homicídio culposo

Da Redação com Assessoria

Com envio dos laudos periciais, a Polícia Civil concluiu as investigações sobre o acidente ocorrido no dia três de janeiro na BR-153, em Santo Antônio da Platina, que vitimou cinco pessoas.

O acidente envolveu um caminhão semirreboque e um veículo Ford Fiesta, vitimando os ocupantes do carro: Fábio Ricardo Mialski de Oliveira Júnior, 27, Lorena Ribeiro Basílio, 23, Murilo Augusto Rosendo de Oliveira, 26, Juliana Barros Wolf, 25, e Nina D’el – Rei Rosendo, de apenas um ano e dois meses.

De acordo com o relatório do delegado de polícia, os laudos periciais apontaram que os exames dos condutores não deram sinal indicativo de álcool no organismo, e ambos os veículos estavam em boas condições de manutenção, sendo que o laudo do tacógrafo apontou que o condutor do caminhão trafegava a 75 km/h no momento da colisão.

O condutor do caminhão alegou em sua defesa que estava trafegando normalmente quando o automóvel invadiu a sua pista e gerou a colisão. No entanto, outras testemunhas que presenciaram o acidente foram ouvidas e afirmaram que foi o caminhão que invadiu a faixa contrária colidindo com o carro que estava na terceira faixa de rolamento oposta.

O delegado considerou que o motorista do caminhão agiu com imperícia (falta de habilidade profissional) e inobservância do dever de cuidado objetivo ao trafegar em trecho reto da rodovia e invadir a contramão, colidindo com veículo que estava em sua via regular, na faixa oposta.

O delegado indiciou o motorista do caminhão, de 63 anos, pelo cometimento do crime homicídio culposo no trânsito em concurso formal, ou seja, com uma ação praticou cinco crimes.

Deixe um Comentário