Geral

Chico da Princesa diz que vai recorrer de condenação “elementos probatórios foram ignorados”

PECULATO
“Testemunhas foram unânimes no sentido de que os serviços eram prestados por cada um dos corréus”

Da Redação com Bem Paraná

O ex-deputado federal Chico da Princesa, por meio de nota publicada em redes sociais disse que vai recorrer da decisão da 1ª Vara Federal de Jacarezinho (PR) que o condenou pela prática do crime de peculato. Além do ex-deputado, foram condenados dois empresários e uma advogada, por fornecerem a Chico da Princesa notas fiscais falsas, viabilizando que o então parlamentar desviasse recursos da Câmara dos Deputados.

“Vamos recorrer ao Tribunal Regional Federal e com certeza seremos absolvidos, pois as testemunhas que presenciaram os fatos foram unânimes no sentido de que os serviços eram prestados por cada um dos correus, e esses elementos foram ignorados. Essa condenação está sujeita a revisão, de modo que não se pode presumir que esteja correta”, diz a nota.

A denúncia imputou aos réus o desvio de recursos da Cota para Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap) em proveito de Chico da Princesa. Para viabilizar o desvio, ele alegava, na Câmara dos Deputados, despesas falsas junto a duas empresas e um escritório de advocacia. O prejuízo aos cofres públicos, em valores de 2010, foi de R$ 546 mil. Por solicitação do MPF, desde o início da ação penal a Justiça havia determinado o bloqueio cautelar de bens dos acusados, medida que resultou no congelamento de mais de R$ 600 mil em suas contas bancárias.

O ex-deputado foi procurado pela reportagem para comentar a decisão da justiça, mas até o momento não retornou o contato.

Deixe um Comentário