Fundação Araucária tem nova diretoria

De: Agencia de Noticias 


A nova gestão da Fundação Araucária (FA), que vai até janeiro de 2023, terá como presidente Ramiro Wahrhaftig, o diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação será Luiz Marcio Spinosa e o diretor administrativo e financeiro será Gerson Luiz Koch.

A diretoria executiva da instituição foi nomeada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior a partir de listas tríplices de indicações de nomes aprovadas pelo Conselho Superior da Fundação.

A principal linha de trabalho da nova gestão, segundo o presidente Ramiro Wahrhaftig, será aproveitar o grande potencial humano de doutores no Paraná, cerca de 16 mil, para alavancar ainda mais a posição do Estado na produção científica nacional e internacional. “Vamos priorizar os ativos de produção da ciência, tecnologia e inovação para a geração de riqueza para a sociedade, isto é, que reflita na geração de emprego e renda. Assim, a parceria com o setor produtivo é fundamental”, afirmou.

Engenheiro civil, com mestrado em Planejamento Energético, pela UFRJ e doutorando em Gestão de Tecnologia, na Universidade de Tecnologia de Compiègne (UTC), França.

Foi secretário de Estado da Educação do Paraná, também secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, acumulando em 2002 a Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Turismo.

Com quase dezenove anos de história, a Fundação Araucária tem desenvolvido importante papel no desenvolvimento científico e tecnológico do Estado.

O diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação, Luiz Márcio Spinosa, ressaltou o papel da entidade como interlocutor e facilitador neste processo junto às instituições e comunidade científica. “Acredito que uma importante contribuição a este desenvolvimento será obtida por meio da inovação e pela nossa capacidade de responder ao atual desafio da transformação digital, em suas diversas manifestações”, afirmou.

O orçamento da Fundação Araucária previsto para 2019, considerando recursos do Governo do Estado e de parcerias, é de aproximadamente de R$ 100 milhões. Atualmente a instituição subsidia cerca de três mil bolsas de pesquisa e 134 projetos.

No comando da diretoria administrativa e financeira, Gerson Luiz Koch, disse que seu setor vai funcionar como viabilizador das ações da Fundação, criando condições e disponibilizando recursos financeiros e de inteligência para que possa desempenhar o seu papel.

“A Fundação deve ser um fio condutor e elemento indutor das ações em busca do desenvolvimento científico e tecnológico no Estado. Deve ter atuação forte no mapeamento e integração de ativos de desenvolvimento, possibilitando a sinergia de esforços e utilização de recursos de maneira inteligente e coordenada, propiciando a competitividade e o acelerado desenvolvimento sustentável”, afirmou.

Gerson Koch é graduado em Administração de Empresas, especialista em Organização e Planejamento, especialista em Gestão do Meio Urbano. Mestre em Ciências da Gestão e doutorando em Gestão de Projetos na Universidade de Ciência e Tecnologia de Lille, na França.

Luiz Márcio Spinosa é pós-doutor em Inovação pela Universidade da Califórnia em Berkeley (EUA), doutor e mestre (DEA) em Informática e Produtrônica pela Universidade d´Aix-Marseille (França), especialista em Inovação pela Universidade do Texas (EUA) e Universidade Simon Fraiser (CAN), mestre em Engenharia Mecânica e Bacharel em Ciências da Computação pela UFSC.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br