BrasilEducação

Matrículas no ensino médio em tempo integral crescem 17,8% em um ano

Levantamento também revela que 32,7% das crianças com até 3 anos de idade estão matriculadas em creches

Meta do PNE é ter, pelo menos, 25% dos estudantes da educação básica matriculados em tempo integral até 2024
CRÉDITO: Arquivo/Agência Brasil

Da Assessoria


O Brasil deu mais um passo rumo à meta de ter, no mínimo, 25% dos alunos da educação básica matriculados em tempo integral até 2024. O percentual de estudantes do ensino médio que passaram a contar com, pelo menos, 7 horas diárias em atividades escolares saltou de 7,9%, em 2017, para 9,5%, em 2018.

Somente no último ano, a quantidade de matrículas em tempo integral nessa etapa de ensino cresceu 17,8%. Os dados fazem parte do Censo Escolar 2018, divulgado nesta quinta-feira (31) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Educação infantil

Segundo o levantamento, o total de alunos matriculados em creches passou de 2.897.928, em 2014, para 3.587.292, em 2018, o que representa um crescimento de 23,8%. Com a evolução, a cobertura atual já atinge a 32,7% das crianças com até 3 anos de idade. Uma das metas do Plano Nacional de Educação (PNE) é alcançar, no mínimo, 50% de atendimento (5,5 milhões de matrículas).

Em relação à pré-escola (4 e 5 anos), a cobertura atual é de 91,7%. São 5.157.892 alunos atendidos em 103 mil escolas do País. Levando em consideração toda a educação infantil (creche + pré-escola), existem 8.745.184 estudantes matriculados, tanto na rede pública quanto na privada.

Educação profissional

A quantidade de pessoas com acesso à educação tecnológica e profissional também avançou. O Censo Escolar mostrou que o número de matrículas nesta área cresceu 3,9% na comparação com 2017. Em um ano, o total de estudantes passou de 1.791.806 para 1.868.917.

Educação especial

Segundo a pesquisa, já são 1,2 de milhão matrículas de alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação em classes comuns (incluídos) ou em classes especiais exclusivas. O número representa alta de 33,2%, na comparação com 2014.

Docentes

O Brasil conta com 2,2 milhões de professores na rede básica de educação. A maior parte (79,9%) possui nível superior completo, sendo 76,7% em licenciatura e 3,2% em bacharelado. Um dos objetivos do PNE é que todos os docentes do País tenham formação específica de nível superior, obtida em curso de licenciatura na área de conhecimento em que atuam até 2024.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios