Procurador da Lava Jato apoia a regulamentação do lobby no Brasil

Guilherme Cunha Costa e Fábio Aguayo confirmaram o apoio de Deltan Dallagnol na regulamentação do lobby no Brasil

O procurador da República no Paraná, Deltan Dallagnol, apoia a regulamentação das relações governamentais e institucionais no Brasil. Dallagnol, símbolo da Operação Lava Jato, recebeu nesta terça-feira (22) o presidente nacional da Associação Brasileira de Relações Governamentais (Abrig), Guilherme Cunha Costa e o diretor Regional da entidade no Estado, Fábio Aguayo.

A regulamentação do lobby é prioridade da gestão do ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Wagner Rosário e tem apoio do ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública). “O reconhecimento destes profissionais, que atuam nas relações entre órgãos governamentais e sociedade, já acontece em países com legislações modernas e precisamos regulamentar no Brasil também”, disse Dallagnol.

De acordo com o presidente nacional da Abrig, o apoio de Deltan Dallagnol é fundamental para esclarecer à população que o diálogo entre o público e o privado é essencial para assertividade das políticas públicas. “Os marginais e delinquentes que se valeram das benesses do estado para se locupletarem de benefícios espúrios, não representam esta massa de profissional comprometida com o interesse público, com o diálogo, a ética e a transparência”, disse Guilherme Cunha Costa.

“Somos 652 associados, sendo que nenhum tem o nome sequer citado nas operações em curso”, completou o presidente nacional da Abrig. Guilherme Cunha Costa cumpriu, durante todo o dia, uma extensa agenda de encontros com autoridades e lideranças sociais no Paraná.

Para o diretor Regional da Abrig, Fábio Aguayo, o encontro com Deltan Dallagnol foi fundamental para aproximar não só as entidades, mas também as pessoas de bem e também para que o Paraná possa ser, em pouco tempo, um estado referência no debate ético e transparente entre o público e o privado. “A agenda da Abrig aqui é um primeiro passo para que possamos ser referência entre as 27 unidades da Federação”, disse.

Prêmio
Aguayo antecipou que, em agosto, Curitiba irá sediar uma homenagem ao ex-ministro Reinhold Stephanes, secretário de Administração do Governo Ratino Junior. Trata-se do prêmio “Reinhold Stephanes – Ética e Transparência na Relação em entre o Público e o Privado”, que será entregue pela Abrig, em reconhecimento ao paranaense que sempre atuou com honra na política do Estado e do país.

O diretor Regional da Abrig também destacou o encontro com o Superintendente de Governança de Ratinho Junior, Phelipe Mansur, que percebeu a importância de estabelecer regras claras e objetivas para que o diálogo entre o público e o privado ocorra dê de forma ética e transparente. “Estaremos apoiando o Paraná a definir uma legislação que não burocratize, mas que de legitimidade para a sociedade dialogar com as autoridades constituídas”, concluiu Aguayo.

Na agenda organizada pelo diretor regional, o presidente nacional da Abrig manteve reuniões com o presidente Gláucio Geara e membros da Associação Comercial do Paraná (ACP), na Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e com o atual presidente da Copel e ex-membro do Conselho Superior da Abrig, Daniel Slaviero. “Voltamos com diversos projetos que serão apresentados na próxima reunião de diretoria para deliberação, disse Guilherme Cunha Costa.