Cadernos

Beto Preto e Germano traçam plano de reestruturação da Santa Casa

Agência Criativa – David Batista

O Secretário de Saúde Beto Preto esteve em Siqueira Campos, na segunda-feira (11), oportunidade em que foi recebido pelo prefeito Luiz Henrique Germano e o vice Paulo Cesar Leite Santos “Paulão’. O objetivo da visita do secretário foi conhecer melhor as instalações da Santa Casa de Misericórdia e para traçar um plano de reestruturação para torna-la um hospital de referência no Norte Pioneiro na realização de pequenas cirurgias.

Na Santa Casa Beto Preto, em companhia do prefeito Germano e o diretor da 19ª Regional de Saúde de Jacarezinho, Marcelo Nascimento, foram recebidos pelo diretor do Hospital, João do Amaral Planet. Inicialmente o secretário conheceu todos os retores da instituição, desde as enfermarias e a alas de tratamento da Covid-19, até o Centro Cirúrgico.

Segundo o secretário depois de reestruturação a meta é atingir 140 pequenas cirurgias até o fim deste ano. Até outubro foram realizadas nove. “Alguns pequenos investimentos têm que ser pensados nessa área”, disse o secretário, citando como por exemplo a obtenção de dois carrinhos de anestesia, coisa simples, mas que já possibilitam fazer vários tipos de procedimentos cirúrgicos na Santa Casa.

Em uma segunda reunião Beto Preto esteve reunido com a Secretária de Saúde Valeriane Guidio Ferreira, secretário de Administração Luiz Carlos Santos, e o diretor da Fazenda, Willian Marinho. No encontro, o Secretário ressaltou a importância da gestão do hospital trabalhar junto com a Prefeitura para solucionar os problemas mais urgentes que a Santa Casa demanda.

As principais necessidades elencadas foram a modernizar as instalações de gases medicinais, investimento para readequação estrutural, conforme exigido pelo Corpo de Bombeiros, além uma pintura geral e reforma nos telhados. “o governo de estado deverá liberar recurso na ordem de 500 mil para resolver essas questões” disse o secretário.
Germano relembrou que seu o compromisso de melhorar a estrutura da Santa Casa para a população siqueirense, já havia sido pleiteado no passado. “Esse era um compromisso muito antes de ser prefeito, eu ainda fazia parte da diretoria da Santa Casa. Quando me tornei prefeito uma das prioridades foi essa restruturação. O primeiro passo que nossa administração deu foi aumentar o repasse, que antes era de 140 mil ao mês, passando para 210 mil, chegando a quase R$3 milhões de reais por ano que a prefeitura vai destinar para melhorar à saúde do município somente para a Santa Casa,” lembra Germano.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios