Economia

Abono PIS/Pasep de até R$ 1,2 mil volta a ser pago; veja quem recebe


Pagamento do abono PIS/Pasep retorna nesta terça-feira (15/03). Confira quem recebe o dinheiro e todas as datas restantes.

Por Carlos Rocha

A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil voltam a pagar o abono PIS/Pasep nesta terça-feira (15/03). Os repasses são de até R$ 1.212 para trabalhadores que cumprem os requisitos do benefício. Veja o calendário do abono PIS/Pasep e quem recebe.

Vale lembrar que os depósitos do abono começaram no mês de fevereiro e tiveram uma pequena pausa, prevista no cronograma. Em 2022, o benefício é referente ao ano-base de 2020, pois houve atraso nos pagamentos devido à pandemia. Na época, parte dos recursos foram destinados a programas como o BEm.

Calendário PIS/Pasep 2022
O calendário do PIS/Pasep é dividido em dois. O PIS segue a data de nascimento dos trabalhadores e é pago pela Caixa. O Pasep utiliza o dígito final do número de inscrição para organizar os depósitos. O Banco do Brasil repassa o Pasep.

Calendário de pagamentos abono salarial PIS
As datas restantes do calendário do PIS são as seguintes:

Trabalhadores nascidos em julho: 15 de março de 2022;
Trabalhadores nascidos em agosto: 17 de março de 2022;
Trabalhadores nascidos em setembro: 22 de março de 2022;
Trabalhadores nascidos em outubro: 24 de março de 2022;
Trabalhadores nascidos em novembro: 29 de março de 2022;
Trabalhadores nascidos em dezembro: 31 de março de 2022.
Calendário de pagamentos do abono Pasep
Agora, confira o cronograma de repasses do Pasep que ainda serão feitos:

Trabalhadores com inscrição com dígito final 6: 15 de março de 2022;
Trabalhadores com inscrição com dígito final 7: 17 de março de 2022;
Trabalhadores com inscrição com dígito final 8: 22 de março de 2022;
Trabalhadores com inscrição com dígito final 9: 24 de março de 2022.
Quem recebe o abono PIS/Pasep
Para receber o abono PIS/Pasep, é preciso que a pessoa tenha trabalhado na iniciativa privada com carteira assinada ou no setor público. Além disso, os requisitos abaixo devem ser cumpridos:

Inscritos no eSocial ou na Rais;
Ser registrado há, pelo menos, cinco anos no PIS/Pasep;
Quem recebe até dois salários mínimos, em média;
Ter trabalhado por ao menos 30 dias no ano-base de 2020.
É possível realizar a consulta de forma gratuita por meio do aplicativo da Carteira de Trabalho (Android e iOS). Por lá ainda é possível obter outros dados empregatícios.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!