Destaques

Perseguição a Uno tem tiros nos pneus e prisão dos ocupantes

Dentro do carro havia drogas e um simulacro de arma de fogo

Dentro do Uno foi encontrado um simulacro de arma de fogo

JOAQUIM TÁVORA

Da Assessoria

Os policiais militares receberam informações da Polícia Civil de Joaquim Távora, por volta das 19h30, dando conta de que um veículo, Fiat Uno de cor prata, estaria vindo de Santo Antônio da Platina e que havia indícios de que estava transportando armas e entorpecentes. As equipes da Polícia Militar de Joaquim Távora, Quatiguá e da Polícia Civil realizaram um ponto de bloqueio na avenida Getúlio Vargas, perto do Centro de Eventos, a fim de abordar o veículo. Ao avistar o bloqueio policial, o condutor continuou seu percurso em alta velocidade, desobedecendo às ordens de parada e furando o bloqueio.

Nesse momento o condutor ainda tentou jogar o carro contra um dos policiais, que diante da injusta e iminente agressão, foi realizado um disparo de arma de fogo contra o pneu do veículo, todavia ainda continuaram com a tentativa de fuga.

Os policiais realizaram o acompanhamento tático ao veículo utilizando sinais sonoros e luminosos, emanando ordens de parada que não foram acatadas. O condutor do Fiat Uno, por diversas vezes, tentou jogar o carro em direção às viaturas, colocando em risco a integridade dos policiais, demais pessoas e veículos na via.

Certo momento, após cerca de 8 quilômetros de acompanhamento, o condutor do veículo em fuga acabou colidindo contra o meio fio e foi forçado a parar. O passageiro ainda tentou empreender fuga a pé, porém foi alcançado e detido logo em seguida.

Com os abordados foram localizadas porções de maconha, totalizando 10 gramas, além de um simulacro de arma de fogo. O passageiro estava utilizando tornozeleira eletrônica com restrições quanto à circulação.

Os dois receberam voz de prisão e foram encaminhados para a Delegacia de Polícia de Joaquim Távora, juntamente com o simulacro e entorpecentes apreendidos. O veículo utilizado também foi apreendido pois apresentava débitos administrativos e o condutor não é habilitado.

 

 

Botão Voltar ao topo