Capa

Em cinco dias três mortes abalam platinenses

Duas delas foram motivadas por acidentes em rodovias

Redação Tribuna

 

O mês de junho, até então, tem sido um período de extrema tristeza para muitos platinenses, sejam os mais próximos como familiares e amigos, ou mesmo os mais distantes, por presenciarem mortes – de três rapazes – de forma tão dolorida.

O primeiro registro é de Fernando Pinotti, de tradicional família platinense, que faleceu dia 12, em Londrina onde estava internado, aos 46 anos de idade. Ele vinha travando uma luta incessante contra o câncer. O sepultamento foi no dia 13 de junho, às 16h, quando o corpo foi transladado para o Cemitério Municipal São João Batista, o central da Cidade.

Kiteiro – Dois dias depois, em 14 de junho, sexta-feira, por volta das 18h50, outro platinense, Kevin Wesley Oliveira Soares, de 29 anos, sofreu um acidente automobilístico no Km 316 da Rodovia PR-092, em Joaquim Távora, entroncamento com a BR-153, sentido Santo Antônio da Platina.

O veículo que dirigia era um GM/Prisma que atropelou um animal silvestre na pista, perdendo o controle do carro e colidindo frontalmente com um caminhão.  

O corpo foi sepultado às 10h da manhã do domingo, 16, no Cemitério Parque das Oliveiras, proximidades da Avenida Palma Rennó. Kevin era um esportista praticante do futebol amador platinense e regional e dezenas de amigos foram prestar as últimas homenagens ao amigo.kiteiro e deixa esposa e duas filhas.

PM – E, no sábado, dia 15, por volta das 17h30, faleceu em acidente o Soldado da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) do 2º BPM, Márcio Trajano, 36 anos, mais conhecido por Marcinho. Ele conduzia sua moto sentido a Jacarezinho, quando colidiu com a lateral de um caminhão que saia do Posto Acaron, no Km 31, da Rodovia BR-153. Sepultamento aconteceu na manhã desta segunda-feira, dia 17, saindo da Câmara Municipal onde estava sendo velado desde às 22h de domingo, 16. O corpo foi sepultado no Cemitério São João Batista. Ele deixa esposa e três filhas pequenas

Botão Voltar ao topo