Saúde

Governo do Paraná disponibilizará vacina BCG em maternidades de alto risco

A Comissão Intergestores Bipartite do Paraná (CIB/PR) reuniu-se em Curitiba nesta quinta-feira (8) para discutir ações voltadas ao fortalecimento da Atenção Materno-Infantil no estado. O destaque foi a pactuação entre governo estadual e municípios para a implementação da vacina BCG em 24 maternidades de alto risco e na Mater Dei, em Curitiba, ao longo dos próximos seis meses, com a inclusão de cinco maternidades por mês no plano de vacinação.

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, enfatizou a importância do novo pacto para ampliar a cobertura vacinal e garantir mais imunidade no Paraná, ressaltando a relevância do ato de vacinação e da confiança na ciência.

A cobertura vacinal para a BCG no estado atingiu 85,8% no último ano, superando a média nacional. A tuberculose, doença de transmissão aérea que afeta principalmente os pulmões, foi o foco do encontro.

Além disso, foram reforçadas as diretrizes do pacto pela redução da mortalidade materna e infantil, aprovado no ano anterior, visando aprimorar a assistência desde a gestação até os dois anos de idade das crianças paranaenses.

O monitoramento dos casos de dengue também foi abordado, com o Paraná registrando 29.075 casos confirmados e oito óbitos no último boletim epidemiológico. O estado intensificou ações de combate à doença, envolvendo recursos para vigilância sanitária, capacitações para manejo clínico e campanhas de conscientização em parceria com os municípios.

O secretário Beto Preto ressaltou a importância da união no combate à dengue, destacando a necessidade de conscientização e debate amplo para reverter o cenário preocupante.

Esse alinhamento de esforços reflete o compromisso do estado em melhorar a qualidade da assistência materno-infantil e combater doenças que impactam a saúde pública.

Foto: SESA

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!