Saúde

No dia D, Sesa mobiliza municípios e população para o combate à dengue

Foto: Sesa – Regionais de Saúde

Neste sábado (19), os paranaenses têm um importante compromisso com a saúde no combate ao mosquito Aedes aegypti, vetor transmissor das arboviroses dengue, chikungunya e zika. A mobilização é em todo o país e marca o Dia Nacional de Combate à Dengue, que acontece sempre no penúltimo sábado de novembro.

No Paraná, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), trabalhando em conjunto com os municípios, realizam, desde o início da semana, ações de remoção de criadouros, campanhas educativas e divulgação nos meios de comunicação. A programação, organizada pelas Regionais de Saúde, conta com arrastões de limpeza, intensificação das visitas domiciliares de agentes de endemias, divulgação de materiais informativos em ruas e praças, capacitações e palestras, apresentações artísticas e exposições, além de diversas atividades educativas em escolas, unidades de saúde, empresas, comércio e prédios públicos.

“Todos os dias precisamos ter cuidado com o mosquito, deixar nossos quintais limpos e eliminar todos os recipientes que acumulem água. Mas, dia 19 de novembro, foi a data escolhida para lembrar o quanto a prevenção, informação e cuidados, podem ajudar nesse combate” alertou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Na semana passada representantes das 22 Regionais, gestores municipais e profissionais da saúde acompanharam um treinamento para a atualização e reforço das ações de enfrentamento ao mosquito. Atualmente, dos 399 municípios do estado, 356são considerados infestados, ou seja, existe a disseminação e manutenção do vetor nos domicílios

“A dengue mata, e, por isso todos devem estar vigilantes e ajudar nessa luta. Os mutirões são importantes para mobilizar e envolver a população a efetivamente”, disse a coordenadora de Vigilância Ambiental da Sesa, Ivana Belmonte

Desde o início do novo período epidemiológico, em julho, já foram confirmados três óbitos e mais de 18 mil notificações. “Realizar a eliminação de focos nesta é poca do ano torna-se ainda mais relevante, já que estamos entrando no período de sazonalidade”, finalizou a coordenadora.

SINTOMAS – Os sintomas da dengue, chikungunya e zika são semelhantes. Geralmente, os pacientes apresentam sintomas como febre, dor de cabeça, dores no corpo e nas articulações e manchas na pele. A orientação é de que assim que surgirem os sintomas, o paciente deve procurar a Unidade de Saúde (UBS) mais próxima para uma avaliação com o profissional de saúde.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!