Geral

Projeto de Extensão da UENP produz material audiovisual sobre aleitamento materno

UENP

O projeto de extensão “Sensibilização e Educação sobre o Aleitamento Materno”, do curso de Enfermagem do Campus Luiz Meneghel da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), realizou produção de material audiovisual com conteúdo didático para informar e dirimir dúvidas frequentes a respeito da prática segura de amamentação. Direcionado para as mães, mas com orientações para toda família, a produção, que está disponível no YouTube, será distribuída, gratuitamente, por meio de DVDs, para toda a região por meio de parceria com a 19ª Regional de Saúde de Jacarezinho.

“Por ser uma linha de cuidado que sempre priorizamos aqui, essa parceria com o curso de Enfermagem da UENP trará, de fato, muito conhecimento e auxílio às gestantes da região”, disse o diretor-geral da 19ª Regional, Marcelo Nascimento e Silva. Ele ainda ressalta a importância do projeto e comenta que a doação de materiais didáticos será feita também ao Hospital Regional de Jacarezinho.

O projeto de extensão, combinado com a linha de cuidado “Mãe Paranaense”, será essencial para a redução da taxa de mortalidade infantil e bem-estar de mães e lactantes, de acordo com a responsável pela Divisão de Atenção e Gestão à Saúde da 19ª Regional e promotora de Saúde Profissional, Mariana Helena de Sales. “Todo esse material disponibilizado à Regional é muito importante. Nossa pretensão é levá-lo para o Hospital Regional do Norte Pioneiro, o qual é referência quanto ao atendimento materno-infantil”.

A coordenadora do projeto, professora Carolina Fordellone Rosa Cruz, fala da importância de disseminar informações sobre o aleitamento materno. “O incentivo desta prática, através da educação em saúde, possui inúmeros benefícios. Promover esse conhecimento entre a população é promover melhoras na qualidade de vida tanto da mãe quanto do bebê”. A professora ainda reforça a necessidade de se produzir conteúdos informativos de fácil acesso à comunidade. “É de extrema necessidade que um conteúdo didático, educativo e gratuito seja levado à população. Dessa forma, alcançamos o número máximo de mulheres adaptas ao aleitamento”.

Com finalidade orientar gestantes, puérperas e familiares a respeito da amamentação e solucionar as principais dúvidas sobre o tema entre a comunidade através da produção de materiais audiovisuais, os vídeos produzidos tratam, por exemplo, de mitos e tabus, psicologia e higiene bucal. Uma das crenças desmitificadas no material é a da existência de “leite fraco”.  Segundo informações contidas em um dos vídeos disponibilizados pelo projeto, o aspecto aguado do leite é uma característica natural, portanto, está sempre em boas condições para o recém-nascido. 

Aleitamento Materno

O projeto de extensão “Sensibilização e Educação sobre o Aleitamento Materno”, coordenado pela professora Carolina Fordellone, desenvolvido pela bolsista e discente do curso de Enfermagem, Geovanna dos Santos Lalier, acadêmicos e professores dos cursos de Enfermagem, Odontologia e Ciência da Computação da UENP, é financiado pela Fundação Araucária.

Segundo Geovanna Lalier, que trabalhou no desenvolvimento do projeto, a experiência é de extrema importância para a formação profissional. “Como profissionais e futuros profissionais, precisamos criar estratégias para incentivar a prática do aleitamento materno exclusivo de forma saudável e correta, contribuindo assim com a melhora das estatísticas materno-infantil”.

“Poder disponibilizar nossos materiais de forma gratuita, com qualidade e com linguagem simples para a comunidade, permitindo a disseminação de conhecimento, a quebra de tabus e mitos relacionados ao aleitamento e o reconhecimento da importância desta prática pela população não tem preço. Estamos muito contentes!”, conclui.

No dia 28 de outubro, a coordenação do projeto se reuniu com a 19ª Regional de Jacarezinho para entrega de 210 cópias do material que será distribuído pela Regional ao Consórcio Público Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro (CISNORPI). A Regional de Saúde irá encaminhar a produçaõ para a Secretaria de Saúde do Paraná, especificamente para a Divisão de Saúde da Mulher.

O material também pode ser acessado através das redes sociais do projeto. Pelo Instagram: @aleitamentomaterno_uenp e pelo YouTube. 

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!