Destaques

L@pis UENP registra memórias das práticas
docentes no retorno ao ensino presencial

O Laboratório de Aplicações Pedagógicas Interdisciplinares (L@pis) da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) realizou campanha, entre os meses de maio e junho de 2022, para o envio de vídeos a fim de registrar as memórias de práticas docentes no retorno ao ensino presencial. Foram recebidos, ao todo, 23 vídeos de diferentes municípios. Os três registros com maior visualização participaram de uma mesa-redonda para uma conversa sobre as experiências.

O intuito do projeto de extensão “Memórias da pandemia: ações e reflexões na escola básica do Norte Pioneiro do Paraná”, foi dar visibilidade, bem como compartilhar as experiências e desafios docentes e discentes no retorno ao ensino presencial após quase dois anos de ensino remoto em virtude da pandemia de Covid-19. O projeto foi coordenado pelo professor do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPEd)do Campus de Cornélio Procópio, Luiz Antonio de Oliveira, em colaboração com o L@pis, coordenado pela professora Vanessa Campos Mariano Ruckstadter, do PPEd Pedagogia do Campus de Jacarezinho.

Vanessa Ruckstadter fala sobre os resultados do projeto e acentua a importância das memórias para estudos futuros sobre a Educação. “O objetivo principal do projeto de extensão foi o de criar uma memória desse momento tão desafiador, bem como compartilhar as experiências docentes e discentes em face do ensino remoto e do retorno ao ensino presencial a partir dos limites e das possibilidades de práticas docentes transformadoras”.

A professora destaca ainda que conhecer essas experiências, compartilhá-las e guardar essa memória é importante para que possamos manter vivas as experiências e alternativas encontradas. “O projeto também teve o intuito de dar visibilidade ao trabalho docente e discente nesses tempos tão difíceis e desafiadores, além de aproximar universidade e Educação Básica”, finaliza.

Mesa Redonda

Os professores Josie Luci Lopes Rojas, Daiana Bruna Zansavio Serafim e Julio Augusto Marim Fernandes, do município de Ribeirão Claro, foram os docentes com o maior número de visualizações das memórias, e participaram de uma mesa redonda mediada pela professora Tatiana Paschoal Chagas, egressa do Mestrado Profissional em Educação PPEd/UENP e Diretora da Secretaria Municipal de Educação de Ribeirão Claro.

O projeto contou com financiamento da Fundação Araucária com uma bolsa de extensão, com a participação da discente do curso de Pedagogia do Campus Jacarezinho, Taís de Almeida Vidal.

Para conhecer os vídeos é só acessar o canal do L@pis no youtube: https://www.youtube.com/playlist?list=PLWOvx4XWxvn_pGcH6BPjTN_Khkt8qtt3T

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!