Destaques

Calendário CadÚnico: veja novo prazo para atualizar o cadastro

O Ministério da Cidadania prorrogou o calendário para mais de 1 milhão de famílias que foram convocadas a atualizar o CadÚnico.

Por Isadora Tristão

Famílias convocadas pelo Ministério da Cidadania (MC) para atualizar o CadÚnico receberam um prazo maior. O procedimento deveria ter sido encerrado no dia 14 de outubro para quem precisava passar por revisão cadastral. No entanto, o MC divulgou um novo calendário CadÚnico.

A medida de aumentar o período de atualização se deu por causa das longas filas formadas nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) em todo o país. Mais de 1,4 milhão de famílias foram notificadas da necessidade de revisar os dados no primeiro semestre de 2022.

Qual o calendário para atualizar o CadÚnico?

Um dia antes do prazo para revisão cadastral ser encerrado, o MC prorrogou o período por mais 30 dias. Sendo assim, o novo calendário permite que as famílias convocadas façam a atualização do CadÚnico até meados do dia 13 de novembro. O procedimento é necessário para fazer a manutenção de uma série de benefícios sociais.

Isso porque o Cadastro Único do governo federal serve de critério para a inclusão da população de baixa renda em políticas públicas. Por exemplo, do total de pessoas chamadas para confirmar suas informações, 757 mil são beneficiárias do Auxílio Brasil. Caso elas percam o prazo, poderão ter o pagamento bloqueado.

Outros programas que utilizam o CadÚnico como parâmetro de elegibilidade e exigem que os dados estejam atualizados são:

  • Auxílio Gás;
  • ID Jovem;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Casa Verde e Amarela;
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Quem precisa atualizar o CadÚnico?

Quando uma família é inscrita no CadÚnico, ela se compromete a atualizar suas informações pelo menos uma vez a cada dois anos. Isso inclui dados de renda, escolaridade, matrículas, vínculo empregatício e endereço, por exemplo. Esse procedimento é feito presencialmente numa unidade do CRAS.

Apesar de a atualização ser uma regra, muitas famílias deixam de fazer por falta de informação, por esquecer da necessidade ou por não saberem que é preciso fazer a confirmação mesmo que não haja nenhuma alteração. Em 2022, 1,4 milhão de famílias foram convocadas para fazer a revisão cadastral.

Quando uma família é inscrita no CadÚnico, ela se compromete a atualizar suas informações pelo menos uma vez a cada dois anos. Isso inclui dados de renda, escolaridade, matrículas, vínculo empregatício e endereço, por exemplo. Esse procedimento é feito presencialmente numa unidade do CRAS.

Apesar de a atualização ser uma regra, muitas famílias deixam de fazer por falta de informação, por esquecer da necessidade ou por não saberem que é preciso fazer a confirmação mesmo que não haja nenhuma alteração. Em 2022, 1,4 milhão de famílias foram convocadas para fazer a revisão cadastral.

Também é necessário levar consigo o documento de identificação de cada membro da família. Serão aceitas as seguintes células:

  • CPF;
  • Certidão de Nascimento ou Casamento;
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI) – para indígenas;
  • Carteira de Identidade / Registro Geral de Identificação (RG);
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social; ou
  • Título de Eleitor.

É possível que sejam pedidas outras documentações como comprovante de endereço e comprovante de matrícula em escola/creche, no caso de famílias com crianças. Caso você não saiba se a sua família precisa atualizar o CadÚnico, basta entrar no portal da base de dados e fazer uma pesquisa.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!