Economia

Caged: Brasil criou 155 mil vagas de emprego formal em janeiro

Caged: Estoque de empregos formais é o maior para janeiro desde 2015

De Gianlucca Cenciarelli Gattai


O Brasil criou 155.178 vagas de emprego com carteira assinada em janeiro de 2022. Os dados foram divulgados na manhã desta quinta-feira (10) pelo Ministério do Trabalho e Previdência, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Os dados do Caged consideram informações sobre trabalhadores com carteira assinada repassados por empresas, ou seja, apenas empregos formais.

O saldo é decorrente de 1.777.646 admissões e 1.622.468 desligamentos registrados no primeiro mês do ano.

Os números são melhores que os de dezembro de 2021, quando houve fechamento de 281.792 vagas. Já na comparação com janeiro do ano passado, o resultado do primeiro mês deste ano é pior. Em 2021, o saldo foi de 254.323 empregos formais.

Em janeiro deste ano, foram criados empregos formais em quatro dos cinco setores da economia: serviços (102.206), indústria (51.419), construção (36.809) e agropecuária (25.014). Comércio foi o único com saldo negativo (-60.088).

Os dados também revelam que foram abertas vagas em todas as regiões do país no mês passado.

De acordo com os dados governamentais, o salário médio de admissão foi de R$ 1.920,59 em janeiro deste ano, o que representa aumento real, com os valores sendo corrigidos pelo Índice Nacional de Preços no Consumidor (INPC), de R$ 115,24 em relação a dezembro de 2021 (R$ 1.805,35).

No entanto, na comparação com janeiro do ano passado houve queda, pois o salário de admissão estava em R$ 1.944,20.

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!